Você Sabia?

Você Sabia?

Um fotógrafo judeu enterrou estas fotos para que os nazistas não as encontrassem, e elas são de partir o coração

No inverno de 1944, no alto do Holocausto, o fotógrafo judeu Henryk Ross enterrou uma caixa de fotografias em um terreno. Apenas um ano depois ele retornou para desenterrar as fotos, e a história trágica que elas contaram ainda ressoa até os dias de hoje.

Henryk Riss da cidade de Łódź, na Polônia, era um simples fotógrafo de esportes quando as forças alemãs invadiram sua cidade em 1939. A partir disso, ele sobreviveu tirando fotografias de propagadas para o Departamento de Estatística Nazista e fotos de identidade. Durante o trabalho, porém, ele arriscou a própria vida ao documentar secretamente os eventos do dia a dia no gueto de Łódź, o que eventualmente incluía a deportação dos moradores de lá para campos de extermínio. Correndo risco de um destino semelhante, ele enterrou as suas fotos perto da própria casa, em uma caixa selada, preservando a evidência dos crimes contra o seu povo para que as gerações futuras tivessem conhecimento.

Depois da libertação de Łódź pelo Exército Soviético em 1945, Ross retornou para desenterrar as suas fotos, muitas das quais acabaram danificadas ou completamente destruídas pelas águas subterrâneas. Aquelas que permaneceram intactas proporcionam um olhar íntimo, dentro das vidas dos judeus polacos, muitos dos quais acabaram encontrando destinos indescritíveis. Essas fotos agora estão na Galeria de Arte de Ontário, em um memorial para as vítimas do maior genocídio do mundo.

#1 [1940-1944] Retrato de um casal

fotografo judeu enterrou fotos

#2 [1940] Um homem que salvou a tora dos escombros da Sinagoga em Wolborska Street

fotografo judeu enterrou fotos

#3 [1940-1944] Um menino procurando por comida

fotografo judeu enterrou fotos

#4 [1940] Um homem andando no inverno pelas ruínas da Sinagoga em Wolborska Street, destruída pelos alemães em 1939

fotografo judeu enterrou fotos

#5 [1944] Panelas e pratos deixados para trás pelos residentes do gueto, que haviam sido deportados para os campos de concentração

fotografo judeu enterrou fotos

#6 [1940-1944] Uma criança sorrindo

fotografo judeu enterrou fotos

#7 [1945] Henryk Ross desenterrando a sua caixa com os negativos e documentos sobre o gueto de Lodz

fotografo judeu enterrou fotos

#8 [1940-1942] Mulher com seu bebê (familiares dos policiais do gueto)

fotografo judeu enterrou fotos

#9 [1940-1944] Pequena garotinha

fotografo judeu enterrou fotos

#10 [1944] Sinal para área de residência judaica (“Judeus: entrada proibida”)

fotografo judeu enterrou fotos

CONTINUAR LENDO

Posts relacionados