Você Sabia?

Você Sabia?

12 coisas comuns cuja verdadeira utilidade você não sabia

Em nosso dia a dia, estamos cercados por muitas coisas que parecem tão comuns que nem sequer paramos para pensar por quê elas são realmente necessárias e por quê elas existem. Por isso, decidimos esclarecer este assunto e mostrar os propósitos extraordinários das coisas mais comuns presente em nosso cotidiano.

12. Etiquetas em frutas

As etiquetas em frutas marcam o país e o produtor, mas poucos sabem o que os números dos adesivos significam. Se houver 4 dígitos e o primeiro for 4, isso significa que a fruta foi pulverizada com pesticidas. Se houver 5 dígitos e o primeiro for 9, o fruto foi cultivado organicamente. Se houver 5 dígitos e o primeiro for 8, o fruto foi geneticamente modificado.

11. Buraco no donut

Este lanche tão consumido em cidades modernas tem, na verdade, centenas de anos. Hoje, os confeiteiros podem fazer bolos deliciosos de qualquer forma e tamanho. Mas, no passado, costumava ser difícil assas as bordas e o meio de uma torta igualmente. É por isso que os padeiros apresentaram essa forma que não deixava nenhuma parte crua.

10. O adesivo do painel cheio de pontos

Este adesivo, conhecido em alguns países como “frit band”, é essencialmente uma tinta cerâmica que possui várias funções. Em primeiro lugar, ela protege o vedante de uretano que mantém o vidro contra raios ultravioleta. Em segundo lugar, esconde a sujeira que se reúne ao longo das bordas do vidro. Quanto aos pontos, eles fornecem uma transição visualmente agradável da faixa preta para o vidro transparente.

9. Óculos de sol

Parece que esse objeto tem apenas um propósito, sugerido por seu próprio nome. No entanto, não é só isso. Os óculos escuros foram inventados pelos povos do Ártico como meio de proteger seus olhos da neve. Eles se tornaram particularmente difundidos entre os juízes da China do século XII, que os usavam para esconder suas emoções reais em julgamentos.

8. Margens do caderno

Originalmente, as margens não foram feitas para deixar espaço para notas indignadas dos professores. A verdade é que os livros no passado muitas vezes eram vítimas de ratos e que gostavam de roer papel. A fim de não permitir que os roedores comessem partes das informações junto com o papel, as pessoas começaram a deixar espaços vazios nas bordas, onde o risco era menor de perder anotações importantes.

7. Ondulações em bolas de golfe

As primeiras bolas de golfe eram completamente lisas. Com o tempo, no entanto, os jogadores de golfe perceberam por tentativa e erro que as bolas com o melhor desempenho eram velhas, arranhadas e rachadas. Então, eles continuaram usando as mesmas bolas velhas por anos. Os fabricantes notaram essa tendência e começaram a produzir bolinhas com covinha artificialmente envelhecidas.

6. Cintos pequenos

Este pequeno pedaço de pano ou couro pode ser visto nas costas de muitos casacos e jaquetas. Esse tipo de detalhe apareceu pela primeira vez em roupas há militares de séculos. Naquela época, os casacos eram muito largos e tinham que ser adaptados com pedaços de pano. À noite, esses pequenos detalhes poderiam ser desmontados e o casaco poderia ser usado como um cobertor. Os tempos mudaram, mas esses pequenos cintos ainda permanecem.

5. Furos em cadeados

Os cadeados costumam ser usados para bloquear as portas e os portões do lado de fora, de modo que eles rapidamente enferrujam por causa da chuva.
Quando isso acontece, alguns simplesmente compram um novo cadeado. No entanto, poucas pessoas sabem o propósito do pequeno buraco no fundo: Ele foi feito para derramar o óleo no interior do motor. Após este procedimento simples, o cadeado voltará a funcionar sem qualquer dificuldade.

4. Listras nos plugs de fone de ouvido

Você certamente notou que todos os plugs de fone de ouvido possuem 2 ou 3 listras neles. Eles não foram feitos apenas para decoração: há fios para ambos os fones de ouvido de cada faixa, e se eles não estivessem lá, você só ouviria o som proveniente de um dos fones de ouvido.

3. Bordas irregulares de moedas

Ondulações nas bordas das moedas apareceram no início do século 16. Naquela época, as pessoas costumavam cortar pequenas quantidades de metais preciosos de moedas para vender, e então passavam as moedas danificadas no valor total. Para combater esta prática, foi introduzido um processo especial conhecido como reeding. Consistia em esculpir uma série de sulcos nas bordas das moedas de modo que seria fácil ver se uma moeda tinha sido adulterada. Praticamente ninguém corta as moedas hoje em dia, mas o reeding continua a ser uma tradição de longa data.

2. Cutículas de unhas

Se você cuida bem de suas mãos, você provavelmente sabe o que é uma cutícula: a camada rígida de pele na base de uma unha. A maioria das pessoas se livra delas, tirando-as de vez em quando para obter uma aparência perfeita, mas isso é errado. Esta pequena área de pele está lá para realmente proteger as unhas de infecções. Quando a pele é removida, sua unha fica exposta como uma minúscula ferida. Isso permite que bactérias e fungos entrem. Cortar suas cutículas pode parecer uma maneira de obter um resultado estético, mas não beneficia suas unhas de qualquer maneira e pode ser realmente prejudicial.

1. Símbolo R

Se você sempre se perguntou por que há um R com um círculo ao lado de algumas marcas registradas, a resposta é bastante simples. Significa apenas que a marca está oficialmente registrada. Basicamente, este registro dá ao proprietário da marca registrada não apenas o direito de usar ® em seus produtos, mas também processar qualquer pessoa que tente infringir a marca registrada.

Bônus: o estilete é mais complexo do que você pensa!

É muito fácil afiar um estilete: tire a tampa da extremidade (a que é mostrada no círculo na imagem acima) e quebre a ponta cega da lâmina com ela! Em seguida, basta usar o controle deslizante para levar a lâmina afiada para cima.

CONTINUAR LENDO

Posts relacionados